Living Coral: seja bem-vinda, cor do ano!

Há alguns anos, os setores do design e da moda renovam-se e buscam tendências através de novas composições, texturas e, é claro, as cores. Para isso, a corporação Pantone atua há muitos anos nas pesquisas e estudos do que serão as próximas tendências de mercado para os mais diferentes setores. A empresa seleciona tonalidades dentro de sua própria escala, também conhecida como escala Pantone, de acordo com critérios não somente estéticos, mas funcionais, culturais e também sociais, principalmente levando em consideração o contexto histórico.

Mas, de que maneira uma cor é avaliada pelo seu quesito histórico ou social? Basta pensarmos na influência psicológica que uma cor pode causar para verificarmos o quão importante os estudos e pesquisas acerca de nosso contexto histórico: sabemos que o momento atual é de crise em vários sentidos e para isso, é necessário estudos que propaguem uma mensagem positiva, de esperança, de otimismo e que possa ser revigorante. A partir deste e de muitos outros critérios, a cor do ano eleita é o coral vivo, uma tonalidade do laranja que se mistura ao rosáceo e cria essa composição delicada e ao mesmo tempo vibrante, como explicou a própria Pantone em sua justificativa de escolha da cor.



Living Coral por Pantone.


Não podemos discordar do poder da cor e de que a escolha traz um simbolismo de vibrações e bons fluidos para o ano que começa, independente do setor. Para os designers em geral, segue a responsabilidade de utilizar a cor em propostas ousadas e em composições ainda não vistas. No âmbito da decoração de interiores e da Arquitetura trazemos diferentes conceitos e texturas para o coral, seja para tecidos, revestimentos quanto na própria decoração e na mobília. Nesta matéria você vai conferir os principais fornecedores que possuem algo na tonalidade e descobrir formas de combinar na decoração já existente.



Cor living coral na parede. Fonte: Tanto Revestimentos

De imediato, pensamos na cor utilizada nas paredes: por ter um efeito harmônico devido ao tom rosáceo, é uma cor que simultaneamente energiza o ambiente por se tratar de uma matiz quente, voltada para os tons do vermelho e do laranja. É indicada por tanto para recobrir superfícies grandes como paredes, assim como compor a mobília, os tecidos e todos os itens de decoração. Também não há restrições para os ambientes: acompanhada de boas doses do branco e da madeira, a cor terá propostas muito interessantes para livings, dormitórios e até mesmo banheiros que já possui revestimentos nessas tonalidades.



Boiseries emolduram a parede na cor coral. Fonte: Homeinfo.hu

Banheiro com porta coral e papel de parede de motivos marinhos. Fonte: The Wow Factory Decor

Sala de jantar harmonizada pela presença do living coral em contraponto com a sobriedade do cinza.

E, falando na parede coral, selecionei as tonalidades mais próximas do Living Coral que se apresenta nos catálogos das principais empresas do setor, sendo elas: Coral Tintas, Lukscolor e Suvinil. Confiram abaixo e já guardem a referência para o momento em que decidir escolher a cor em um projeto ou na sua casa.



Canário Laranja - tonalidade da Coral Tintas

Kardhitsa - tonalidade da Lukscolor tintas

Caqui - Tintas Suvinil

Além da pintura, é possível apostar na cor de variadas formas, como na mobília, nos tecidos que revestem poltronas, almofadas e mantas, além de revestimentos para paredes, tapetes de diferentes estampas e textura e até mesmo no momento de projetar marcenarias e móveis planejados.


Começando pelos tecidos e revestimentos que tenham tonalidades similares ou genuínas ao coral, listei algumas empresas que já possuem no mercado produtos que atendam na decoração de interiores.



Tecidos sustentáveis da Ecosimple em padrões e nuances similares ao coral.


Texturas de coral e laranja vivo nas almofadas da Macadâmia.



Tecidos e estampas com nuances de coral, vermelho e turquesa, da Patterns&Collors

Já para o setor de revestimentos, empresas tradicionais do mercado já investiram anos atrás na tonalidade coral para seus revestimentos cerâmicos e papeis de parede, como é o caso do revestimento Chez Moi da Portobello e o papel em degradê da Branco.



Tonalidades do revestimento Chez Moi, da Portobello.



O papel de parede da Branco faz um degradê entre o rosado e o laranja, intermediando o coral.

Se a ideia para o projeto for investir em um móvel na tonalidade coral ou alaranjado, podemos avaliar a possibilidade dos tons de laca e também de laminados que poderão deixar a marcenaria com uma proposta mais viva e alegre para o espaço. Para isso selecionei também um dispositivo encontrado no site da Todeschini que auxilia na escolha da cor (e tem inclusive o coral) e também em uma coleção que foi lançada em 2015 pela Fórmica, composta por tonalidades vibrantes.



Catálogo da Formica com a coleção de laminados Vivat, incluindo o coral.


Dispositivo da Todeschini que auxilia a encontrar tonalidades para os móveis planejados. Fonte: Todeschini Oficial

Composição de tapetes nas tonalidades coral. Criação autoral.

Selecionei modelos de empresas renomadas no mercado dos tapetes e que combinam diferentes texturas: o modelo 1 é desenvolvido artesanalmente em corda náutica pela empresa Tidelli e pode ser utilizado tanto para áreas internas quanto externas. O modelo 2 combina o tom terroso e de ferrugem em uma textura mais incorpada, modelo da Phenicia Concept. Por último, um tapete kilim em listras de coral da By Kamy.


E não é só da cor do ano que nos sentimos representados em 2019: muito além de uma tonalidade, o próprio elemento coral também já serviu de inspiração para diferentes empresas e designers materializarem seus produtos. Um designer em especial que utiliza muito o conceito da natureza em todas as suas conceituações é o Sérgio Matos que desenvolveu produtos com inspiração direta nos corais de Acaú.


Centro de mesa inspirado nos corais. Design de Sérgio Matos


Castiçal da Casual Móveis, inspirado na forma dos corais.


Isso demonstra que os elementos encontrados na fauna e flora são constantemente pontuados como inspirações e referências para o nosso design e inclusive é uma maneira de compreendermos ainda mais a escolha feita pela Pantone: além da finalidade estética, funcional e social - como dito anteriormente - é um momento de reflexão sobre como devemos nos preocupar com questões ecológicas que envolvem o planeta, visto que os ecossistemas passam por grandes riscos desde os últimos anos devido a morte de quase metade dos recifes de corais.


Além dessa pequena listagem de itens para serem utilizados na decoração, você possui algum outro que já está presente em sua casa? Conte nos comentários!





44 visualizações

NATHALY DOMICIANO | interiores e superfícies

2020 | Todos os direitos reservados

São Paulo, Brasil - (+55) 11 93330 5664