Design futurista: profusão de cores!

A cada temporada surgem novas tendências e visões a respeito do design e de todas as suas ramificações. Para o design de interiores e a decoração, estas ramificações são ainda mais fortes e subdivididas entre micro e macrotendências, isto é, as que possuem menor e maior potencial de se expandir para o público alvo dentro de seu próprio contexto.

Sob novas vertentes, o design de interiores parece migrar e se conectar com dois princípios que até então não era muito frequente: o primeiro deles é a dramatização do espaço por meio da cenografia, isto é, apesar de serem ambientes residenciais ou comerciais, a cenografia está se apresentando como uma possibilidade de redecorar e causar impactos e expressões artísticas por meio de uma profusão de cores e texturas exploradas simultaneamente. Em um segundo momento o design tem avaliado em conjunto como desenvolver espaços que unam funcionalidade, estética arrojada e uma fuga dos padrões convencionais: talvez o minimalismo e o escandinavo não se mostrem tão interessantes assim e que transcender as superfícies em algo surreal e com visão futurista proporcione sensações e experiências únicas ao usuário/morador.


E como toda essa junção seria possível? Estúdios de design de algumas localidades como Moscou e Londres estão pontuando suas novas visões de decoração em uma linguagem assertiva, categórica e diferente de tudo o que já costumamos ver. Até mesmo porque, o costume e o hábito dificultam a inovação... então vamos resgatar isso conhecendo o trabalho e as referências incríveis do 2LG Studio e do designer Dmitry Reutov que comanda o Reutov Design e são excelentes inspirações para a construção de um design genuíno para sua nova forma de se expressar:



Lavabo futurista em tons de verde e granilite. Projeto: Dmitry Reutov

Para iniciarmos os projetos, analisaremos a essência da decoração e do design de Dmitry Reutov. Neste primeiro caso, um lavabo totalmente em tons de verde e com uso do granilite sinalizam um ambiente totalmente futurista e com predominância das formas mais orgânicas. A ideia é criar experiência e uma alta dose de impacto.



Dormitório monocromático e texturizado em verde. Projeto: Dmitry Reutov

Monocromia e uso de diferentes texturas criam uma forte vertente no trabalho de Dmitry. Para este dormitório totalmente diferenciado do usual, a exploração de tecidos como veludo e seda são predominantes. O destaque certamente vai para o papel de parede com motivos tropicais e o teto pintado na mesma tonalidade do ambiente, trazendo intimismo.



Espaço monocromático de lilás e violetas. Projeto: Dmitry Reutov

Neste exemplo que pode se tratar de um espaço comercial ou residencial, o designer explorou o uso de cores muito pouco utilizadas que são os violetas e roxos em um cenário bastante agradável e harmônico, novamente com predomínio de linhas orgânicas e curvas no mobiliário e até mesmo nas janelas redondas.



Área gourmet em formas curvas e caneladas. Projeto: Dmitry Reutov

Além da monocromia, Dmitry usa em suas composições as tonalidades complementares, isto é, cores opostas do círculo cromático como no caso abaixo: apesar do grande contraste visual, a ideia foi inserir cores insaturadas (pastel) para calibrar o equilíbrio do amplo espaço:


Texturas e tonalidades complementares. Projeto: Dmitry Reutov

Composição do estilo clássico com tonalidades contemporâneas. Projeto: Dmitry Reutov

No trabalho do 2LGStudio a cenografia permanece nos ambientes como uma possível tradução literal de instalações permanentes, que convidam diariamente o usuário a explorar as possibilidades e usufruir do ambiente sempre como uma primeira vez. Diferentemente de uma linguagem e expressão cansativas, o Studio foca em impactos, em pura arte e design que podem ser descritos nas mais variadas e inusitadas combinações de superfícies:

Composição cênica entre tonalidades complementares de verde e azul turquesa. Projeto: 2LGStudio

Ambientação multifuncional que relembram ludicamente o fundo do mar.

Ambientes monocromáticos: Projeto: 2LGStudio

Quando há exploração de ambientes e instalações monocromáticas, o Studio faz uma ótima referência ao conceito de color block e dipped painting que são duas vertentes do design que transmitem a ideia de pintar um ambiente em uma mesma tonalidade, como se partes de seus móveis e elementos estivessem sido mergulhados na tinta, em seu sentido literal. Já o color block concretiza a introdução de blocos sólidos de cores como modo de setorizar o espaço.



Cozinha monocromática em amarelo. Projeto: 2LGStudio

Banheiro em degradê de vermelho. Projeto: 2LGStudio

É mesmo possível ambientes que transcendam uma linguagem futurista e regados por uma profusão de cores funcionar no ramo do design? Sabemos que estamos em constantes evoluções e que algumas tendências de anos atrás sempre retornam, fazendo do design e de suas ramificações uma constante cíclica.

Sabe-se também que os projetos atuais são, em geral, estudados e executados de uma mesma maneira, com exploração dos mesmos acabamentos, nos mesmos lugares e se constituindo em uma produção em série que nunca deveria ter começado a existir.


No caso dos espaços residenciais, é visível que a preocupação seja maior, pois há um nicho muito pequeno de pessoas/usuários que se identificam com este estilo quase surreal. Mas, boa parte dos conceitos, materiais, tecnologias e superfícies aplicadas nessas inovações podem ser utilizadas a nosso favor para a composição de lares mais acolhedores, dinâmicos, alegres e por que não, vivos?


A casa nada mais é do que um espaço vivo, em constantes mudanças que precisam se adaptar as necessidades de seu morador. E por que não fazermos aos poucos o movimento inverso? Para que assim, além de fazer do lar uma extensão de nossa personalidade e essência, que ele seja simultaneamente um instrumento de experiências, trocas e sensações únicas! Vamos compartilhar?




9 visualizações

NATHALY DOMICIANO | interiores e superfícies

2020 | Todos os direitos reservados

São Paulo, Brasil - (+55) 11 93330 5664